quinta-feira, 29 de julho de 2010

olhando ums cadernos encontrei ums poemas que escrevi ano passado...



Onda de amor

Por onde andara...
A onda de amor??

Para aquecer a espera
pelo fundo do poço....

O despencar é imenso
O despertar é intenso

chorar é sentir fazer-se...
presente no constante fluxo...

De se auto-avaliar
No espelho da alma
Que existe por de trás
De todas as ilusões...

E não conseguir aceitar...
Que o mostro ali na frente...
somos nós mesmos...

Mas tentar para poder crescer...
E receber a onda de amor....
Que se irradia pelo universo...
Em suas mais sutis formas.

2 comentários:

Dear Lê disse...

fiquei imaginando tu declamando a poesia..AHAHA

Anderson Ferreira disse...

pode deixar que um dia realizo tua imaginação e declamo ela pra ti..aoieoaie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...