terça-feira, 11 de janeiro de 2011


O registro aparente

Do lugar ausente


A ilusão e a falta

Do que não se define


O transtorno

Sem retorno


Em algum lugar

Entre o acordar

E o quase sono


Onde o sonho

Já se perdeu do real

Há muito tempo


Onde o tempo

Já não têm com o real

Comprometimento


Onde o interior

Não possui forças

Pra sair pra fora


Ele apenas se derrama

Em sua maciles enevoada

Em sua pegajosa confusão


É o domínio da mente

Sobre o consciente


Adormece com o stress

Re-aviva com a procura


Eterna e sempre tua

A única e renovada

Forma de cura...


eu mesmo sumido do meu blog que coisa feia... :p

espero estar mais presente: Anton Alegrin o Ex-Ant Pierrot

2 comentários:

Thiago Ferraro disse...

Adorei, essa foto é como a imagem da minha mente..

@blackziinha disse...

Escrevee muitoo... A fotoo é o mais foda

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...